Técnicas para pedalar eficientemente em subidas.

Você já se perguntou como maximizar sua eficiência ao pedalar em subidas? Enfrentar aclives pode ser um desafio e tanto, mas com as técnicas certas, o esforço se torna mais gerenciável. Respiração estratégica, ritmo da pedalada e a postura correta são apenas o começo. Quer saber como essas práticas podem transformar a sua escalada em algo menos desgastante e mais produtivo?

No Bike Fix Brasil, entendemos a importância de uma abordagem técnica para superar cada inclinação com destreza. Mas o que mais pode ser feito além de ajustar a respiração e a cadência? Como a altura do selim influencia o seu desempenho? E será que existe uma estratégia para subidas íngremes que possa aliviar o esforço? Continue lendo e descubra como aplicar essas e outras técnicas para tornar suas subidas eficientes e menos cansativas.

Técnicas para Pedalar Eficientemente em Subidas

  • Respiração estratégica: Utilize uma respiração profunda e controlada para melhor oxigenação.
  • Ritmo da pedalada: Mantenha uma cadência próxima a 90 RPM para otimizar o uso do oxigênio e evitar fadiga.
  • Postura adequada: Pedale sentado para economizar energia ou em pé, usando o peso do corpo, para subir mais rápido.
  • Ajuste da altura do selim: Configure a altura ideal do selim para evitar lesões e maximizar a eficiência na pedalada.
  • Estratégia de zigue-zague: Em subidas íngremes, considere subir fazendo zigue-zague para reduzir a inclinação efetiva.
  • Gerenciamento da transpiração: Use marchas leves, faça paradas estratégicas e hidrate-se para controlar a transpiração.
  • Explorar rotas alternativas: Busque caminhos com subidas mais suaves e intercaladas com áreas planas para um percurso menos desgastante.

Lembre-se de adaptar essas técnicas à sua condição física e às características da subida para uma experiência de pedalada mais eficiente e prazerosa.

Pedalar em subidas pode ser desafiador, mas com algumas técnicas é possível tornar essa tarefa mais eficiente. Uma estratégia importante é adotar uma respiração estratégica, inspirando profundamente pelo nariz e expirando lentamente, para evitar a sensação de falta de ar. Além disso, manter uma cadência de aproximadamente 90 RPM ajuda a otimizar a utilização do oxigênio durante as subidas. A postura adequada também é fundamental, seja pedalando sentado para economizar energia nas pernas ou em pé para subir mais rapidamente. Ajustar corretamente a altura do selim evita lesões e desconforto. Em subidas íngremes, uma estratégia de zigue-zague pode ajudar a diminuir a inclinação relativa. Gerenciar a transpiração e explorar rotas alternativas também são dicas valiosas para pedalar eficientemente em subidas.
Pedalar eficientemente em subidas pode ser desafiador, mas existem algumas técnicas que podem ajudar. Aqui estão algumas dicas:

1. Mantenha uma cadência constante: Tente manter uma cadência de pedalada constante, ou seja, mantenha uma velocidade de pedalada constante, mesmo que isso signifique reduzir a marcha. Isso ajuda a distribuir o esforço ao longo de toda a subida

Respiração estratégica

Ao enfrentar o desafio de pedalar em subidas, a eficiência é a chave para um desempenho otimizado. Entre os diversos fatores que influenciam essa eficiência, a respiração estratégica destaca-se como um elemento fundamental. A capacidade de controlar e otimizar a respiração pode ser o diferencial entre uma subida exaustiva e uma conquista vigorosa.

Entendendo a importância da oxigenação

Durante o esforço físico intenso, como é o caso da pedalada em aclives, nossos músculos demandam um aporte maior de oxigênio. O coração trabalha mais aceleradamente para bombear sangue oxigenado para todo o corpo, especialmente para os membros inferiores que estão em constante movimento. A respiração consciente e controlada garante que o oxigênio necessário seja fornecido de maneira adequada, evitando a fadiga precoce e aumentando a resistência muscular.

Aplicando técnicas de respiração no ciclismo

A prática de técnicas específicas de respiração, como a “Respiração do Fogo” ou “Pranayama Kapalabhati”, pode ser adaptada para o contexto do ciclismo em subidas. Embora esta técnica seja tradicionalmente usada para energização e limpeza do corpo, seus princípios podem ser aplicados para melhorar a performance na bicicleta. Ao realizar uma exalação ritmada e forçada, por exemplo, é possível aumentar o despertar do corpo e a disposição durante o esforço.

No entanto, é crucial adaptar essas técnicas ao exercício em questão. Ao pedalar, deve-se buscar uma respiração que combine profundidade e ritmo, permitindo que cada ciclo de inalação e exalação seja completo e eficaz. Isso significa respirar profundamente pelo nariz, enchendo os pulmões de ar, seguido por uma exalação controlada também pelas narinas.

É importante ressaltar que o uso dessas técnicas requer prática e atenção à postura correta. Inicialmente, pode haver um desconforto ao tentar sincronizar a respiração com o movimento das pernas e o ritmo da pedalada. Contudo, com a prática contínua, esse processo se torna mais natural e menos desgastante.

Nota de cautela: assim como em qualquer atividade física intensa, é essencial estar atento às condições de saúde individuais. Pessoas com hipertensão ou problemas cardíacos devem ter cuidado com técnicas que alteram significativamente o padrão respiratório habitual.

Ao incorporar uma respiração estratégica na prática do ciclismo em subidas, não apenas se potencializa o desempenho físico como também se promove um bem-estar mental. Afinal, ao controlar a respiração, ganha-se controle sobre o corpo e a mente, transformando as subidas não apenas em obstáculos a serem superados, mas em oportunidades para fortalecer a conexão entre ambos.Pedalar eficientemente em subidas pode ser um desafio, mas existem algumas técnicas que podem ajudar. Aqui estão algumas dicas:

1. Mantenha uma cadência constante: Tente manter uma cadência de pedalada constante ao subir uma colina, em vez de tentar forçar muito a marcha. Isso ajudará a evitar a fadiga muscular e a manter um ritmo constante.

2. Use a

Ritmo da pedalada

Pedalar eficientemente em subidas exige uma combinação de técnica, força e resistência. Um dos aspectos cruciais para otimizar o desempenho é encontrar o ritmo de pedalada adequado. Ao enfrentar uma subida, muitos ciclistas tendem a diminuir a cadência, aumentando assim a força aplicada em cada pedalada. No entanto, isso pode levar a uma fadiga muscular mais rápida e diminuir a eficiência ao longo do percurso. É importante manter um ritmo que permita um uso equilibrado da musculatura, evitando sobrecargas desnecessárias e mantendo a capacidade de aceleração quando necessário.

Ajustar a cadência durante as subidas é uma habilidade que se desenvolve com a prática. Enquanto alguns ciclistas podem preferir uma cadência mais alta, que favorece a agilidade e a velocidade, outros podem optar por uma cadência mais baixa, que proporciona maior controle e força. A chave está em entender como o corpo reage a diferentes ritmos e encontrar um ponto ótimo que combine conforto e eficiência. Treinar em diferentes tipos de inclinações e utilizar um medidor de cadência pode ser extremamente útil para ajustar e melhorar o ritmo de pedalada em subidas.

Você vai gostar:  Dicas para lidar com a solidão em longas pedaladas solo.

Além da cadência, outros fatores como a posição no selim, o gerenciamento da respiração e a escolha correta das marchas desempenham papéis importantes na conquista de subidas com eficiência. É essencial manter uma postura adequada, distribuindo o peso corretamente sobre a bicicleta para maximizar a transferência de energia para os pedais. A respiração deve ser controlada e profunda, ajudando na oxigenação dos músculos e na manutenção do ritmo cardíaco. Por fim, selecionar as marchas que permitam manter uma cadência constante sem exigir esforço excessivo é fundamental para sustentar o ritmo ao longo de toda a subida.Pedalar eficientemente em subidas requer o uso de algumas técnicas específicas. Aqui estão algumas dicas para ajudar você a enfrentar as subidas com mais eficiência:

1. Mantenha uma cadência constante: Tente manter um ritmo constante de pedalada, evitando mudanças bruscas de marcha. Uma cadência mais alta, entre 80 e 100 rotações por minuto, é geralmente mais ef

Postura adequada ao enfrentar subidas de bicicleta

Pedalar em subidas pode ser um dos maiores desafios para ciclistas de todos os níveis. A técnica e a postura correta são cruciais para maximizar a eficiência e minimizar o esforço, permitindo que você conquiste esses trechos íngremes com maior facilidade e conforto.

Primeiramente, é importante entender que a postura ao pedalar em terreno plano difere significativamente daquela adotada em subidas. Ao enfrentar uma elevação, você deve posicionar-se mais à frente no selim, buscando um equilíbrio que permita a transferência efetiva de potência para os pedais sem sobrecarregar a roda traseira. Isso ajuda a evitar que a roda dianteira levante do chão, o que poderia causar perda de controle.

Além disso, manter as costas retas é fundamental; entretanto, uma leve inclinação para frente pode ser adotada para melhorar a aerodinâmica e distribuir o peso de forma mais uniforme entre as rodas. Esta posição favorece o engajamento dos músculos das pernas de forma mais eficaz, especialmente os quadríceps e os glúteos, que são essenciais para o impulso em subidas.

Ajuste do guidão e posicionamento das mãos

O guidão deve estar ajustado de maneira que você possa alcançá-lo confortavelmente sem ter que estender demais os braços ou curvar excessivamente as costas. Nas subidas, muitos ciclistas preferem segurar na parte superior do guidão para uma postura mais ereta, o que pode auxiliar na respiração e no controle da bicicleta.

Respiração e ritmo de pedalada

A respiração também é um aspecto chave: inspire profundamente pelo nariz e expire pela boca, mantendo um ritmo constante. Isso ajuda a oxigenar melhor os músculos e a manter um ritmo cardíaco estável. Quanto ao ritmo de pedalada, encontrar uma cadência confortável que você consiga manter durante toda a subida é essencial. Uma cadência muito baixa aumenta a tensão muscular, enquanto uma muito alta pode levar à fadiga precoce.

Lembre-se de que cada subida é única e pode exigir ajustes na postura e técnica. Praticar regularmente em diferentes tipos de inclinação irá ajudá-lo a compreender melhor como seu corpo responde e quais ajustes são necessários para pedalar com máxima eficiência. Com o tempo, sua capacidade de enfrentar esses desafios aumentará significativamente, assim como seu prazer em conquistar cada nova elevação.Pedalar eficientemente em subidas pode ser um desafio, mas com algumas técnicas adequadas, você pode melhorar sua eficiência e aproveitar ao máximo suas pedaladas. Aqui estão algumas dicas:

1. Mantenha uma cadência constante: Tente manter uma cadência constante ao pedalar em subidas. Isso significa manter um ritmo de pedalada constante, em vez de forçar muito em cada pedalada. Uma

Ajuste da altura do selim

Quando o assunto é enfrentar subidas com a bicicleta, cada detalhe pode influenciar na eficiência e no conforto durante o pedal. Um dos aspectos mais cruciais é, sem dúvida, o ajuste da altura do selim. Um selim mal ajustado pode ser uma fonte de desconforto e ineficiência, comprometendo o desempenho em subidas acentuadas.

Para garantir que você está utilizando toda a força das suas pernas, o selim deve estar posicionado de maneira que, quando o pedal estiver no ponto mais baixo da rotação, sua perna esteja quase totalmente estendida. Isso significa que você deve conseguir pedalar sem balançar os quadris de lado a lado, o que indica um selim alto demais e pode levar a lesões por sobrecarga.

Alinhar o selim com o trocânter maior do fêmur, ou seja, a proeminência óssea na lateral da coxa, é uma técnica para encontrar a altura ideal. Outra dica é posicionar um calcanhar no pedal e ajustar até que a perna esteja totalmente estendida nessa posição. Ao retornar o pé para a posição correta de pedalada, com a bola do pé sobre o pedal, haverá uma ligeira flexão no joelho, indicando a altura adequada.

É importante lembrar que pedalar com um selim muito baixo pode aumentar a pressão interna na articulação do joelho durante as subidas, podendo levar a inflamações e desconforto. Além disso, um selim baixo impede que você aproveite toda a extensão da perna para gerar força, o que pode resultar em uma sobrecarga na coluna lombar.

Por outro lado, um banco muito alto também não é recomendado. A necessidade de estender demasiadamente as pernas pode diminuir a eficiência da pedalada e aumentar o risco de lesões em longo prazo. Portanto, encontrar o equilíbrio na altura do selim é essencial para uma pedalada eficiente e segura, especialmente ao enfrentar subidas desafiadoras.

Ajustar corretamente o selim é um passo importante não apenas para evitar lesões nos joelhos, quadril e coluna, mas também para evitar tensões musculares desnecessárias. Com essa configuração otimizada, você poderá maximizar seu desempenho em subidas e garantir uma experiência de pedal mais prazerosa e eficaz.

Quer mandar bem nas subidas? A técnica é tudo! Manter um ritmo constante e usar a marcha certa faz a diferença. Além disso, a postura correta te ajuda a economizar energia. Para mais dicas, dê uma olhada no Bicycling, um site cheio de conselhos de especialistas. Pedalar morro acima nunca foi tão fácil!

Por que pedalar em subidas pode ser desafiador?

Pedalar em subidas pode ser desafiador devido à resistência adicional que encontramos ao enfrentar a gravidade. Além disso, as subidas exigem mais esforço muscular e cardiovascular, o que pode levar à fadiga mais rápida. No entanto, com as técnicas corretas, é possível pedalar de forma mais eficiente nessas situações.

Você vai gostar:  Maximize Seus Resultados: Mantenha a Regularidade no Treinamento de Ciclismo

Qual é a importância da cadência constante ao subir uma colina?

Manter uma cadência constante ao subir uma colina é fundamental para distribuir o esforço ao longo de toda a subida. Reduzir a marcha e manter um ritmo constante ajuda a evitar a fadiga muscular e permite que você mantenha um bom ritmo durante todo o percurso.

Como a respiração estratégica pode ajudar na pedalada em subidas?

A respiração estratégica é importante para fornecer oxigênio adequado aos músculos durante o esforço físico intenso das subidas. Ao controlar e otimizar a respiração, você evita a fadiga precoce e aumenta a resistência muscular. Técnicas específicas de respiração, como a “Respiração do Fogo” ou “Pranayama Kapalabhati”, podem ser adaptadas para melhorar a performance na bicicleta.

Qual é o papel da postura adequada ao enfrentar subidas de bicicleta?

A postura adequada é crucial para maximizar a eficiência e minimizar o esforço ao enfrentar subidas de bicicleta. Posicionar-se mais à frente no selim permite transferir potência para os pedais de forma efetiva, evitando sobrecarregar a roda traseira. Além disso, manter as costas retas e inclinar-se ligeiramente para frente melhora a aerodinâmica e distribui o peso de forma mais uniforme entre as rodas.

Como ajustar corretamente a altura do selim?

A altura do selim deve ser ajustada de forma que, quando o pedal estiver no ponto mais baixo da rotação, sua perna esteja quase totalmente estendida. Isso garante que você esteja utilizando toda a força das suas pernas sem sobrecarregar as articulações. Alinhar o selim com o trocânter maior do fêmur e posicionar um calcanhar no pedal podem ajudar a encontrar a altura ideal.

Qual é o papel da cadência de pedalada ao enfrentar subidas?

A cadência de pedalada refere-se à velocidade com que você gira os pedais. Manter uma cadência constante ao enfrentar subidas ajuda a evitar sobrecargas musculares e permite que você mantenha um ritmo constante durante todo o percurso. Uma cadência mais alta, entre 80 e 100 rotações por minuto, é geralmente mais eficiente em termos de energia e resistência.

Como utilizar corretamente as marchas durante as subidas?

Escolher corretamente as marchas é fundamental para manter uma cadência constante durante as subidas. É importante antecipar as mudanças de terreno e reduzir as marchas antes de iniciar uma subida íngreme. Isso permitirá que você mantenha um ritmo constante sem exigir um esforço excessivo.

Quais músculos são mais utilizados ao pedalar em subidas?

Ao pedalar em subidas, os músculos das pernas são os mais utilizados. Os quadríceps, localizados na parte frontal da coxa, são responsáveis pela extensão dos joelhos e fornecem grande parte da potência durante as pedaladas. Os glúteos também desempenham um papel importante no impulso em subidas.

É necessário treinar em diferentes tipos de inclinações para melhorar o desempenho em subidas?

Sim, treinar em diferentes tipos de inclinações é essencial para melhorar o desempenho em subidas. Cada inclinação requer ajustes na postura, técnica e ritmo de pedalada. Ao praticar regularmente em diferentes terrenos, você ganha experiência e compreende melhor como seu corpo responde às diferentes demandas das subidas.

Quais são os benefícios de pedalar eficientemente em subidas?

Pedalar eficientemente em subidas traz diversos benefícios. Além de melhorar seu desempenho como ciclista, você economiza energia, evita lesões por sobrecarga e aumenta sua resistência muscular e cardiovascular. Também promove um maior controle sobre o corpo e a mente, transformando as subidas em oportunidades para fortalecer a conexão entre ambos.

É possível utilizar técnicas de respiração específicas durante as pedaladas em subidas?

Sim, é possível adaptar técnicas específicas de respiração para melhorar o desempenho durante as pedaladas em subidas. A “Respiração do Fogo” ou “Pranayama Kapalabhati” são exemplos de técnicas que podem ser aplicadas para aumentar o despertar do corpo e melhorar a disposição durante o esforço físico intenso das subidas.

A postura adequada afeta apenas a eficiência da pedalada em subidas?

Não, a postura adequada afeta não apenas a eficiência da pedalada em subidas, mas também a segurança e o conforto do ciclista. Uma postura correta distribui o peso de forma adequada entre as rodas, minimizando o risco de perda de controle da bicicleta. Além disso, ela ajuda na distribuição da força muscular e na prevenção de lesões por sobrecarga.

A cadência constante é importante apenas ao enfrentar subidas íngremes?

Não, manter uma cadência constante é importante não apenas ao enfrentar subidas íngremes, mas também durante todo o percurso. Uma cadência constante ajuda a evitar fadiga muscular excessiva e permite que você mantenha um ritmo sustentável durante toda a pedalada.

É possível melhorar minha capacidade de pedalar em subidas com treinamento regular?

Sim, treinar regularmente é fundamental para melhorar sua capacidade de pedalar em subidas. Com o tempo, seu corpo se adapta às demandas físicas das subidas e você se torna mais eficiente na utilização dos músculos envolvidos nesse tipo de esforço. O treinamento regular também melhora sua resistência cardiovascular e sua capacidade de gerenciar o esforço durante as pedaladas em terrenos acidentados.

Quais precauções devem ser tomadas ao utilizar técnicas específicas de respiração durante as pedaladas?

É importante lembrar que cada pessoa tem condições de saúde individuais. Pessoas com hipertensão ou problemas cardíacos devem ter cuidado com técnicas que alteram significativamente o padrão respiratório habitual. Antes de adotar qualquer técnica específica de respiração durante as pedaladas, consulte um profissional da área médica ou um instrutor qualificado para garantir que seja seguro para você.

Você vai gostar:  Maximize sua Performance no Ciclismo: Técnicas Essenciais

Qual é o segredo para conquistar subidas com mais facilidade?

O segredo para conquistar subidas com mais facilidade está na combinação de técnica adequada, força muscular e resistência cardiovascular. Praticar regularmente técnicas específicas para pedalar eficientemente em subidas, como manter uma cadência constante, ajustar corretamente a altura do selim e adotar uma postura adequada, irá ajudá-lo(a) a superar esses desafios com maior facilidade e aproveitar ao máximo suas pedaladas.

  • Respiração estratégica
  • Ritmo da pedalada
  • Postura adequada ao enfrentar subidas de bicicleta
  • Ajuste da altura do selim

Respiração estratégica Ritmo da pedalada
Ao enfrentar o desafio de pedalar em subidas, a eficiência é a chave para um desempenho otimizado. A respiração estratégica destaca-se como um elemento fundamental para garantir a oxigenação adequada dos músculos e aumentar a resistência muscular. Pedalar eficientemente em subidas exige encontrar o ritmo de pedalada adequado. É importante manter um ritmo que permita um uso equilibrado da musculatura, evitando sobrecargas desnecessárias e mantendo a capacidade de aceleração quando necessário.
A prática de técnicas específicas de respiração, como a “Respiração do Fogo” ou “Pranayama Kapalabhati”, pode ser adaptada para o contexto do ciclismo em subidas. É importante adaptar essas técnicas ao exercício em questão, buscando uma respiração que combine profundidade e ritmo. Ajustar a cadência durante as subidas é uma habilidade que se desenvolve com a prática. É essencial entender como o corpo reage a diferentes ritmos e encontrar um ponto ótimo que combine conforto e eficiência.
É importante ressaltar que o uso dessas técnicas requer prática e atenção à postura correta. Inicialmente, pode haver um desconforto ao tentar sincronizar a respiração com o movimento das pernas e o ritmo da pedalada. Contudo, com a prática contínua, esse processo se torna mais natural e menos desgastante. Além da cadência, outros fatores como a posição no selim, o gerenciamento da respiração e a escolha correta das marchas desempenham papéis importantes na conquista de subidas com eficiência.
Ao incorporar uma respiração estratégica na prática do ciclismo em subidas, não apenas se potencializa o desempenho físico como também se promove um bem-estar mental. Ao controlar a respiração, ganha-se controle sobre o corpo e a mente, transformando as subidas não apenas em obstáculos a serem superados, mas em oportunidades para fortalecer a conexão entre ambos. Praticar regularmente em diferentes tipos de inclinação irá ajudá-lo a compreender melhor como seu corpo responde e quais ajustes são necessários para pedalar com máxima eficiência. Com o tempo, sua capacidade de enfrentar esses desafios aumentará significativamente, assim como seu prazer em conquistar cada nova elevação.

Respiração estratégica

– Respiração consciente e controlada para fornecer oxigênio adequado aos músculos durante a pedalada em subidas.
– Técnicas específicas de respiração, como a “Respiração do Fogo” ou “Pranayama Kapalabhati”, podem ser adaptadas para melhorar a performance na bicicleta.

Ritmo da pedalada

– Encontrar o ritmo de pedalada adequado ao enfrentar subidas.
– Manter uma cadência constante para distribuir o esforço e evitar fadiga muscular.

Postura adequada ao enfrentar subidas de bicicleta

– Posicionar-se mais à frente no selim para transferir potência para os pedais sem sobrecarregar a roda traseira.
– Manter as costas retas e inclinar levemente para frente para melhorar a aerodinâmica e engajar os músculos das pernas.

Ajuste da altura do selim

– Ajustar a altura do selim de forma que a perna esteja quase totalmente estendida quando o pedal estiver no ponto mais baixo da rotação.
– Alinhar o selim com o trocânter maior do fêmur para encontrar a altura ideal.

Expandindo Seus Horizontes: A Importância do Treinamento de Resistência para Ciclistas

Ao aprimorarmos nossas habilidades para superar subidas com eficiência, é fundamental reconhecermos a importância do treinamento de resistência na rotina de qualquer ciclista. A resistência é a chave para manter um desempenho consistente ao longo de percursos mais longos e desafiadores, especialmente quando enfrentamos aclives. Incorporar exercícios específicos que fortaleçam os músculos das pernas e melhorem o condicionamento cardiovascular pode fazer uma diferença significativa na maneira como lidamos com as exigências de uma subida íngreme. Além disso, o treinamento de resistência contribui para a recuperação muscular mais rápida, permitindo que mantenhamos um ritmo estável e controlado durante toda a jornada.

Alimentação e Hidratação: Pilares para o Sucesso em Longas Subidas

Não menos importante é a atenção que devemos dar à nossa alimentação e hidratação antes e durante os percursos com subidas. A nutrição adequada fornece a energia necessária para nossos músculos trabalharem de forma eficaz, enquanto uma hidratação correta evita a fadiga precoce e mantém nossas funções cognitivas em alerta. É crucial entender quais alimentos e líquidos são mais benéficos para o desempenho em ciclismo e como podemos integrá-los em nossa rotina pré e pós-treino. Adotar estratégias nutricionais pode ser o diferencial que nos permite conquistar aquelas subidas desafiadoras com maior vigor e resistência, transformando obstáculos em conquistas memoráveis no esporte.

Fontes

*Universidade Federal de Santa Catarina. Técnicas de treinamento para ciclismo indoor. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/89833/241206.pdf?sequence=1

*Fitness Mais. Bike Indoor: Apostila Bronze. Disponível em: http://fitnessmais.com.br/download/bike-indoor/apostila-bronze-completa-7-7-14.pdf

*Universidade Federal de Minas Gerais. Importância do desempenho da capacidade de força muscular para ciclistas. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/BUBD-9ZLHLX/1/import_ncia_do_desempenho_da_capacidade_for_a_muscular_para_.pdf

*Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Adaptações neuromusculares ao treinamento de força: implicações para o desempenho em ciclistas. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/4408/000456389.pdf?sequence=1

*Universidade Estadual de Campinas. Treinamento de ciclistas: uma abordagem biomecânica. Disponível em: https://repositorio.unicamp.br/Busca/Download?codigoArquivo=511591