Como manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância?

Você já se perguntou como os ciclistas profissionais mantêm o foco durante as exaustivas corridas de longa distância? A habilidade de se manter concentrado ao longo de horas em cima da bicicleta, enfrentando terrenos variados e condições climáticas imprevisíveis, é um verdadeiro desafio. No Bike Fix Brasil, sabemos que a preparação física e mental é crucial para o sucesso nesses eventos. Mas como exatamente isso pode ser alcançado?

Neste artigo, abordaremos estratégias essenciais para manter uma mentalidade afiada e motivada, desde a importância do planejamento do percurso até técnicas de gerenciamento de energia e tempo. Você está pronto para descobrir como otimizar seu foco e atravessar a linha de chegada com o melhor desempenho possível? Continue lendo e desvende os segredos dos ciclistas de elite.

Manter o Foco em Corridas de Ciclismo de Longa Distância

  • Preparação Física: Comece com treinamento para desenvolver resistência cardiovascular e força muscular; estar bem preparado fisicamente ajuda a manter a concentração durante a prova.
  • Conhecimento do Percurso: Estude o percurso para entender onde você precisa economizar energia e onde pode acelerar, mantendo o foco nas diferentes fases da corrida.
  • Gerenciamento de Energia: Distribua sua energia de maneira estratégica, começando com um ritmo conservador e aumentando a intensidade gradualmente para manter o foco e evitar a fadiga precoce.
  • Nutrição Estratégica: Mantenha um plano de nutrição para hidratação e reposição de carboidratos e eletrólitos, o que é crucial para evitar a perda de foco devido à fadiga ou fome.
  • Descanso Adequado: Priorize o descanso e a recuperação antes da prova para garantir que seu corpo e mente estejam prontos para manter o foco durante toda a corrida.
  • Equipamento Confiável: Use equipamentos adequados e confiáveis para evitar distrações e manter a concentração, sabendo que sua bicicleta e acessórios estão em perfeito estado.
  • Trabalho em Equipe: Se estiver em uma equipe, use estratégias de cooperação para dividir o esforço e manter o foco coletivo, beneficiando-se do suporte mútuo.
  • Mentalidade Positiva: Mantenha uma atitude positiva e use técnicas como visualização e estabelecimento de metas para superar desafios e manter o foco ao longo da prova.
  • Adaptação Flexível: Esteja pronto para se adaptar a imprevistos e mudanças no percurso, mantendo o foco ao ajustar sua estratégia conforme necessário.
  • Monitoramento do Desempenho: Utilize dispositivos de monitoramento para acompanhar seu ritmo e esforço, ajustando sua estratégia em tempo real para manter o foco no objetivo.
  • Gestão do Tempo: Defina metas de tempo para cada segmento do percurso e gerencie suas paradas estrategicamente para não perder o foco no tempo total da prova.

Manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância é fundamental para um bom desempenho. Para isso, é importante estabelecer metas claras e realistas antes da prova, dividindo o percurso em trechos menores e concentrando-se em cada um deles individualmente. Além disso, praticar técnicas de visualização mental pode ajudar a manter a motivação e a concentração durante a prova. É importante também evitar distrações, como ficar olhando para o relógio constantemente ou se preocupar com outros competidores. Manter-se presente no momento presente e focado nas próprias estratégias é essencial para alcançar o sucesso em provas de longa distância.
Manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância pode ser um desafio, mas existem algumas estratégias que podem ajudar. Aqui estão algumas dicas:

1. Estabeleça metas claras: Defina metas realistas e específicas para a corrida. Isso ajudará a manter o foco e a motivação durante toda a prova.

2. Divida a corrida em partes menores:

Preparação física para provas de longa distância

Quando me deparo com o desafio de manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância, entendo que uma preparação física meticulosa é fundamental. Não se trata apenas de pedalar quilômetros a fio; é necessário um plano de treinamento estruturado que considere diversos aspectos do meu condicionamento. Primeiramente, é crucial ter uma base sólida em nutrição, psicologia e sociabilidade, pois esses fatores influenciam diretamente meu desempenho.

A análise biomecânica e cinesiológica é outro ponto vital. Ao entender como meu corpo se move e reage durante o ciclismo, posso otimizar minha técnica e prevenir lesões. Além disso, a compreensão das respostas morfofisiológicas e metabólicas ao exercício me permite ajustar a intensidade dos treinos para alcançar o melhor rendimento.

Variação é a chave para um treinamento eficaz. Não é benéfico repetir incessantemente o mesmo percurso na mesma velocidade; ao contrário, incorporar diferentes métodos de treino na minha rotina, como sessões de longa duração (longão), treinos de ritmo, intervalados, fartlek e regenerativos, promove um estímulo mais abrangente e adaptativo ao meu corpo.

A explosividade no treinamento surge quando introduzo sessões intensas e curtas entre os treinos mais longos e moderados. Essa alternância não só previne a monotonia como também estimula diferentes vias metabólicas – desde a anaeróbica até a aeróbica – preparando meu organismo para responder eficientemente durante as provas.

A utilização de planilhas elaboradas por profissionais qualificados é essencial para detalhar as variáveis do treino e garantir que estou seguindo um caminho seguro rumo à melhoria contínua. Com o suporte adequado, posso assegurar que meu corpo estará condicionado para entrar rapidamente na via aeróbica durante as corridas, otimizando a extração de oxigênio e equilibrando os sistemas cardiorrespiratório e musculoesquelético.

Por fim, mas não menos importante, reconheço que os benefícios de uma preparação física bem planejada vão além da resistência e desempenho. Eles incluem melhorias na complacência vascular, vascularização muscular, aumento do VO2 máximo, densidade óssea e fortalecimento dos tendões, ligamentos e músculos. Ao me dedicar a esses aspectos multifacetados da preparação física, mantenho meu foco afiado para enfrentar as demandas das corridas de ciclismo de longa distância.Manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância pode ser um desafio, mas existem algumas estratégias que podem ajudar. Primeiro, é importante definir metas claras e realistas para a corrida. Isso pode incluir tempo de conclusão, ritmo médio ou objetivos pessoais.

Além disso, é útil ter um plano de corrida detalhado. Isso envolve dividir a

Planejamento do percurso e estratégia

Quando me preparo para enfrentar corridas de ciclismo de longa distância, entendo que um dos elementos mais cruciais é o planejamento meticuloso do percurso. Isso envolve estudar cada segmento da rota, identificando potenciais desafios como elevações, curvas fechadas e trechos técnicos. Além disso, é essencial estabelecer uma estratégia que leve em conta não apenas o terreno, mas também as condições climáticas previstas para o dia da prova. Ao compreender os elementos externos, posso ajustar meu ritmo e conservar energia para os momentos mais exigentes da corrida.

Você vai gostar:  5 Dicas Infalíveis para Prevenir Fadiga Muscular no Ciclismo

Outro aspecto importante é a gestão da nutrição e hidratação. Durante treinos, faço experimentações com diferentes tipos de alimentos e bebidas esportivas para descobrir o que funciona melhor para meu corpo em termos de digestão e sustentação de energia. Em competições, aplico esse conhecimento para planejar os pontos onde realizarei a reposição de nutrientes e líquidos. O timing correto dessas paradas pode ser a diferença entre manter um bom ritmo ou sofrer com a fadiga precoce.

Por fim, não posso subestimar a importância de uma preparação mental robusta. Mentalizo cada etapa do percurso e visualizo-me superando cada obstáculo com sucesso. Essa prática de visualização ajuda a criar uma mentalidade resiliente, permitindo-me manter o foco mesmo quando o cansaço tenta dominar. Além disso, desenvolvo estratégias de enfrentamento para lidar com imprevistos ou dificuldades inesperadas, assegurando que permaneço calmo e coeso sob pressão. Afinal, em corridas de longa distância, a batalha é tanto contra o percurso quanto contra as limitações da própria mente.Manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância pode ser um desafio, mas existem algumas estratégias que podem ajudar.

1. Defina metas claras: Antes da corrida, estabeleça metas realistas e específicas para si mesmo. Isso ajudará a manter o foco e a motivação durante toda a prova.

2. Divida a corrida em partes menores: Em vez

Gerenciamento de energia ao longo da prova

Ao encarar o desafio das corridas de ciclismo de longa distância, uma das habilidades mais críticas que um atleta deve dominar é o gerenciamento eficiente de sua energia. Compreender a dinâmica do próprio corpo e mente é fundamental para sustentar o foco e otimizar o desempenho durante toda a competição.

Conhecendo os próprios limites é um passo inicial essencial. A capacidade de avaliar corretamente o quanto se pode exigir de si mesmo sem cair no esgotamento permite que se estabeleça um ritmo adequado. Não é raro ver ciclistas iniciantes cometendo o erro de iniciar a prova com uma intensidade excessiva, apenas para descobrir que sua energia se esvai muito antes da linha de chegada.

Para manter o foco e a energia em níveis ótimos, uma estratégia eficaz é a divisão do tempo da prova em blocos. Esta técnica envolve alternar períodos de esforço intenso com intervalos de recuperação ativa. Por exemplo, pode-se planejar um segmento da corrida para manter uma velocidade elevada, seguido por uma fase onde o ritmo é reduzido para permitir que o corpo recupere.

A hidratação e a nutrição são outros pilares do gerenciamento de energia. Manter-se hidratado e alimentado adequadamente durante a prova não é apenas uma questão de conforto, mas sim uma necessidade fisiológica para evitar a queda de rendimento. A ingestão regular de líquidos e alimentos ricos em nutrientes fornece ao corpo o combustível necessário para manter a intensidade do esforço.

Outro aspecto crucial é a realização de pausas estratégicas. Durante uma corrida longa, pequenas paradas para descanso podem ser mais benéficas do que prejudiciais. Esses momentos permitem recuperar tanto fisicamente quanto mentalmente, fazendo com que se retorne à prova mais concentrado e menos suscetível a erros.

Por fim, não se pode subestimar a importância de um sono de qualidade antes da prova. O descanso adequado na noite anterior é essencial para começar a competição com os níveis de energia no máximo. A privação do sono pode comprometer seriamente a capacidade cognitiva e física, afetando diretamente o foco e a resistência durante a corrida.

Ao integrar essas práticas no planejamento e execução da corrida, os ciclistas podem assegurar que seu gerenciamento de energia seja eficiente, mantendo assim o foco afiado e maximizando as chances de sucesso em provas de longa distância.Manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância pode ser um desafio, mas existem algumas estratégias que podem te ajudar a se manter concentrado durante a prova:

1. Estabeleça metas: Defina metas realistas para a corrida, como tempo de conclusão, ritmo médio ou posições que deseja alcançar. Isso te dará algo para se concentrar e te motivará

Importância da nutrição adequada

Quando se trata de enfrentar o desafio das corridas de ciclismo de longa distância, a nutrição assume um papel de protagonista. É através da alimentação que os ciclistas obtêm a energia necessária para manter o ritmo e a resistência ao longo de horas, ou até mesmo dias, de pedaladas intensas. Mas não se engane: não estamos falando apenas de ingerir uma quantidade suficiente de calorias; a qualidade do que é consumido é igualmente crucial.

Os pilares da nutrição no ciclismo

A escolha dos alimentos deve ser meticulosamente planejada, visando um equilíbrio entre carboidratos, proteínas e gorduras. Os carboidratos são os combustíveis mais eficientes para atividades de longa duração, pois fornecem glicose que, por sua vez, é armazenada nos músculos e no fígado na forma de glicogênio. Durante a corrida, essas reservas são essenciais para evitar a fadiga precoce.

Por outro lado, as proteínas são fundamentais para a reparação e recuperação muscular. Após treinos longos e competições, elas atuam na reconstrução das fibras musculares danificadas. Já as gorduras, especialmente as insaturadas, desempenham um papel importante na manutenção da saúde geral e na absorção de vitaminas solúveis em gordura.

A hidratação como fator decisivo

Além dos macronutrientes, a hidratação é um elemento que não pode ser negligenciado. A perda de líquidos através do suor é intensa durante o ciclismo, e a reposição adequada é vital para manter o funcionamento ótimo do organismo. O desequilíbrio eletrolítico causado pela desidratação pode levar a uma queda drástica no desempenho e até mesmo provocar problemas de saúde sérios.

Portanto, uma estratégia nutricional bem-elaborada deve contemplar não apenas o que comer antes e durante a corrida, mas também como se reidratar corretamente. Isso implica em conhecer o próprio corpo e entender as demandas específicas impostas pela intensidade e duração da atividade física.

Ao final, percebe-se que a nutrição adequada é muito mais do que um simples detalhe; ela é uma das chaves para o sucesso em corridas de ciclismo de longa distância. Investir tempo e recursos para elaborar um plano alimentar personalizado pode fazer toda a diferença entre alcançar ou não os objetivos estabelecidos pelo atleta.

Mantendo o foco em Strava, corridas de ciclismo de longa distância exigem não apenas preparo físico, mas também uma mente resiliente. A chave é estabelecer um ritmo sustentável, nutrir-se adequadamente e manter uma atitude positiva, mesmo quando o cansaço bate. Lembre-se, cada pedalada te leva mais perto da linha de chegada!

1. Quais são as principais estratégias para manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância?

R: Estabelecer metas claras, dividir a corrida em partes menores e utilizar técnicas de visualização e mentalização são algumas das principais estratégias para manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância.

Você vai gostar:  Como melhorar a coordenação e o controle da bicicleta em trilhas?

2. Qual a importância da preparação física para provas de longa distância?

R: A preparação física é fundamental para enfrentar corridas de ciclismo de longa distância. Ela envolve aspectos como nutrição, psicologia, sociabilidade, análise biomecânica e cinesiológica, além do conhecimento das respostas morfofisiológicas e metabólicas ao exercício.

3. Como a variação no treinamento pode contribuir para manter o foco em corridas de longa distância?

R: A variação no treinamento é essencial para um treinamento eficaz. Incorporar diferentes métodos de treino, como sessões de longa duração, treinos de ritmo, intervalados, fartlek e regenerativos, promove um estímulo mais abrangente e adaptativo ao corpo, evitando a monotonia e estimulando diferentes vias metabólicas.

4. Como o gerenciamento de energia pode influenciar o foco durante uma prova?

R: O gerenciamento eficiente de energia é crucial para manter o foco durante uma prova de ciclismo de longa distância. Conhecer os próprios limites, dividir o tempo da prova em blocos, realizar pausas estratégicas e se alimentar e hidratar adequadamente são estratégias que contribuem para otimizar o desempenho e evitar a fadiga precoce.

5. Qual a importância do planejamento do percurso e estratégia para manter o foco em corridas de longa distância?

R: O planejamento do percurso e a definição de estratégias são fundamentais para manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância. Estudar cada segmento da rota, identificar desafios e ajustar o ritmo de acordo com as condições climáticas permitem ao ciclista se preparar mentalmente e conservar energia para os momentos mais exigentes da prova.

6. Como a preparação mental pode influenciar o foco durante uma corrida?

R: A preparação mental é essencial para manter o foco durante uma corrida de ciclismo de longa distância. Através da visualização e mentalização das etapas do percurso, cria-se uma mentalidade resiliente que permite superar obstáculos com sucesso. Além disso, desenvolver estratégias de enfrentamento para lidar com imprevistos ou dificuldades inesperadas ajuda a manter a calma e coesão sob pressão.

7. Como a nutrição adequada pode contribuir para manter o foco durante uma prova?

R: A nutrição adequada desempenha um papel fundamental na manutenção do foco durante uma prova de ciclismo de longa distância. A escolha dos alimentos corretos, com equilíbrio entre carboidratos, proteínas e gorduras, fornece a energia necessária para sustentar o ritmo e a resistência ao longo da competição. Além disso, a hidratação adequada evita problemas de saúde e queda no desempenho.

8. Quais são os pilares da nutrição no ciclismo?

R: Os pilares da nutrição no ciclismo são os carboidratos (principal fonte de energia), as proteínas (para reparação muscular) e as gorduras (para absorção de vitaminas solúveis em gordura). Equilibrar esses nutrientes é essencial para sustentar o desempenho durante provas de longa distância.

9. Qual a importância da hidratação adequada durante uma prova?

R: A hidratação adequada é fundamental durante uma prova de ciclismo de longa distância. A reposição regular de líquidos evita a desidratação, que pode levar à queda no desempenho e problemas de saúde sérios. Manter o equilíbrio eletrolítico é essencial para manter o funcionamento ótimo do organismo.

10. Por que é importante conhecer os próprios limites no gerenciamento de energia durante uma prova?

R: Conhecer os próprios limites é importante no gerenciamento de energia durante uma prova porque permite estabelecer um ritmo adequado desde o início. Começar com uma intensidade excessiva pode levar à fadiga precoce e comprometer todo o desempenho na corrida.

11. Como dividir o tempo da prova em blocos pode contribuir para o gerenciamento de energia?

R: Dividir o tempo da prova em blocos é uma estratégia eficaz para o gerenciamento de energia. Alternar períodos de esforço intenso com intervalos de recuperação ativa permite que o corpo se recupere e evita a fadiga prematura.

12. Por que realizar pausas estratégicas é importante durante uma prova?

R: Realizar pausas estratégicas durante uma prova é importante para permitir que o corpo se recupere tanto fisicamente quanto mentalmente. Pequenas paradas para descanso podem ser mais benéficas do que prejudiciais, pois ajudam a evitar a exaustão e permitem retornar à competição mais concentrado.

13. Qual a importância do sono adequado antes da prova?

R: O sono adequado antes da prova é essencial para começar com os níveis máximos de energia. A privação do sono pode comprometer a capacidade cognitiva e física, afetando diretamente o foco e a resistência durante a corrida.

14. Como elaborar um plano alimentar personalizado pode contribuir para alcançar os objetivos na corrida?

R: Elaborar um plano alimentar personalizado permite ao atleta conhecer suas necessidades nutricionais específicas e garantir uma alimentação adequada antes, durante e após a corrida. Isso faz toda a diferença para alcançar os objetivos estabelecidos, fornecendo ao corpo os nutrientes necessários para sustentar o esforço físico exigido pela competição.

15. Por que investir tempo e recursos na nutrição adequada é importante em provas de longa distância?

R: Investir tempo e recursos na nutrição adequada é importante em provas de longa distância porque ela é uma das chaves para o sucesso. Uma alimentação equilibrada fornece a energia necessária para sustentar o ritmo e a resistência ao longo da competição, além de contribuir para a recuperação muscular e evitar problemas de saúde relacionados à fadiga ou desidratação inadequadas.

  • Estabeleça metas claras: Defina metas realistas e específicas para a corrida. Isso ajudará a manter o foco e a motivação durante toda a prova.
  • Divida a corrida em partes menores: Em vez de pensar na prova como um todo, divida-a em segmentos menores. Isso tornará a corrida mais gerenciável e ajudará a manter o foco em cada etapa.
  • Planeje seu percurso e estratégia: Estude o percurso com antecedência e identifique os desafios que você enfrentará. Tenha um plano detalhado para lidar com cada trecho da corrida.
  • Gerencie sua energia ao longo da prova: Aprenda a avaliar seus limites e estabeleça um ritmo adequado desde o início. Divida o tempo da prova em blocos, alternando períodos de esforço intenso com intervalos de recuperação ativa.
  • Cuide da sua nutrição: Planeje sua alimentação antes, durante e após a corrida. Escolha alimentos equilibrados que forneçam energia de forma sustentável. Hidrate-se adequadamente para evitar a fadiga precoce.
  • Mantenha uma preparação mental robusta: Mentalize cada etapa do percurso e visualize-se superando cada obstáculo com sucesso. Desenvolva estratégias de enfrentamento para lidar com imprevistos ou dificuldades inesperadas.
  • Varie seu treinamento: Não se limite a repetir o mesmo percurso na mesma velocidade. Incorpore diferentes métodos de treino, como sessões de longa duração, treinos de ritmo, intervalados e regenerativos.
  • Utilize planilhas elaboradas por profissionais qualificados: Uma planilha detalhada ajudará a garantir que você esteja seguindo um caminho seguro rumo à melhoria contínua.
  • Descanse adequadamente antes da prova: O sono de qualidade na noite anterior é essencial para começar a competição com os níveis de energia no máximo.
Você vai gostar:  Mapeie as Melhores Rotas de Ciclismo na sua Cidade!

Preparação física para provas de longa distância Planejamento do percurso e estratégia
Variação é a chave para um treinamento eficaz Defina metas claras e realistas para a corrida
Análise biomecânica e cinesiológica Divida a corrida em partes menores
Compreensão das respostas morfofisiológicas e metabólicas ao exercício Gestão da nutrição e hidratação
Utilização de planilhas elaboradas por profissionais qualificados Preparação mental robusta
Benefícios da preparação física além da resistência e desempenho

Gerenciamento de energia ao longo da prova Importância da nutrição adequada
Conhecendo os próprios limites A escolha dos alimentos
Divisão do tempo da prova em blocos Hidratação como fator decisivo
Realização de pausas estratégicas
Sono de qualidade antes da prova

– Preparação física: uma preparação física meticulosa é fundamental para manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância. Isso envolve ter uma base sólida em nutrição, psicologia e sociabilidade, além de realizar análises biomecânicas e cinesiológicas para otimizar a técnica e prevenir lesões.
– Variação no treinamento: é importante incorporar diferentes métodos de treino na rotina, como sessões de longa duração, treinos de ritmo, intervalados, fartlek e regenerativos. Isso promove um estímulo mais abrangente e adaptativo ao corpo.
– Explosividade no treinamento: introduzir sessões intensas e curtas entre os treinos mais longos e moderados ajuda a prevenir a monotonia e estimula diferentes vias metabólicas, preparando o organismo para responder eficientemente durante as provas.
– Utilização de planilhas elaboradas por profissionais: o uso de planilhas detalhadas ajuda a garantir que o treino esteja seguindo um caminho seguro rumo à melhoria contínua e que o corpo esteja condicionado para enfrentar as demandas das corridas de longa distância.
– Planejamento do percurso e estratégia: é crucial estudar cada segmento da rota, identificando desafios como elevações, curvas fechadas e trechos técnicos. Além disso, é importante estabelecer uma estratégia que leve em conta o terreno e as condições climáticas previstas para o dia da prova.
– Gerenciamento de energia ao longo da prova: conhecer os próprios limites é essencial para estabelecer um ritmo adequado. A divisão do tempo da prova em blocos, a hidratação e nutrição adequadas, as pausas estratégicas e o sono de qualidade antes da prova são práticas importantes para otimizar o gerenciamento de energia.
– Importância da nutrição adequada: a escolha dos alimentos deve ser planejada visando um equilíbrio entre carboidratos, proteínas e gorduras. Os carboidratos são os combustíveis mais eficientes para atividades de longa duração, as proteínas são fundamentais para a recuperação muscular e as gorduras desempenham um papel importante na saúde geral. A hidratação também é crucial para manter o funcionamento ótimo do organismo durante a corrida.

Preparação Mental e Estratégias Psicológicas para Ciclistas

Além do treinamento físico e da nutrição adequada, a preparação mental é um aspecto crucial para manter o foco em corridas de ciclismo de longa distância. A capacidade de gerenciar o estresse psicológico e manter uma atitude positiva pode fazer uma diferença significativa no desempenho. Técnicas como a visualização, onde o ciclista se imagina superando desafios durante a corrida, podem ajudar a criar um estado mental resiliente. Além disso, estabelecer metas realistas e subdividir a corrida em etapas mais gerenciáveis permite que o atleta mantenha o foco e a motivação ao longo do percurso. A prática de mindfulness e exercícios de respiração também pode ser extremamente benéfica para manter a calma e a concentração durante as horas de esforço contínuo.

Importância da Recuperação e Descanso no Ciclismo de Endurance

Não menos importante é o papel da recuperação e do descanso adequados para os ciclistas que participam de eventos de longa distância. O corpo precisa de tempo para reparar e fortalecer os músculos após treinos intensos ou competições. Ignorar os sinais de fadiga pode levar a lesões ou ao sobre-treinamento, comprometendo o desempenho futuro. É essencial incorporar dias de descanso na rotina de treinamento e considerar técnicas como massagens, banhos de gelo ou sessões de fisioterapia para acelerar o processo de recuperação. O sono de qualidade também é um componente vital, pois é durante o sono que muitos dos processos de recuperação do corpo são mais eficazes. Portanto, garantir uma boa noite de descanso é tão importante quanto qualquer outra parte do treinamento para ciclistas que buscam sucesso em corridas de longa distância.

Fontes

* *Revista Brasileira de Ciências do Esporte*, vol.35, n.2, pp. 317-332, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbce/a/JgxWZtNXRpHDqs9n5tLWNQR/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 11 abr. 2023.